Maktub

Por Sula em 22 de outubro de 2011

em Livro, Variados

Adoro esse texto do Paulo Coelho no Livro Maktub!

Compartilho com vocês!


“O Menino Jesus.

Nossa Senhora, com o Menino Jesus em seus braços, resolveu descer
à Terra e visitar um mosteiro. Orgulhosos, todos os padres fizeram uma grande fila, e cada um chegava diante da Virgem para prestar sua homenagem.

Um declamou belos poemas, outro mostrou suas iluminuras para a Bíblia, um terceiro disse o nome de todos os santos. E assim por diante, monge após monge, homenageou Nossa Senhora e o Menino Jesus.

No último lugar da fila, havia um padre, o mais humilde do convento, que nunca havia aprendido os sábios textos da época. Seus pais eram pessoas simples, que trabalhavam num velho circo das redondezas, e tudo que lhe haviam ensinado era atirar bolas para cima e fazer alguns malabarismos.

Quando chegou sua vez, os outros padres quiseram encerrar as homenagens, porque o antigo malabarista não tinha nada de importante para dizer, e podia desmoralizar a imagem do convento. Entretanto, no fundo do seu coração, também ele sentia uma imensa
necessidade de dar alguma coisa de si para Jesus e a Virgem.

Envergonhado, sentindo o olhar reprovador de seus irmãos, ele tirou algumas laranjas do bolso e começou a jogá-las para cima, fazendo malabarismos, que era a única coisa que sabia fazer.

Foi só neste instante que o Menino Jesus sorriu, e começou a bater palmas no colo de Nossa Senhora. E foi para ele que a Virgem estendeu os braços, deixando que segurasse um pouco o menino.”

Este trecho do livro nos mostra que muitas vezes o pouco é muito!

 

{ 2 comentários… leia-os abaixo ou adicione o seu }

1 Simone Clemente maio 31, 2012 às 08:54

Lindo mesmo, Sula!!! É nas pequenas coisas que encontra-se a verdadeira riqueza. MAs, na maioria das vezes, só percebemos isso tarde demais. Abç.

Responder

2 Sula junho 3, 2012 às 18:43

É Simone, não deveria mas é próprio do ser humano.
bjos

Responder

Deixe um comentário!

Post anterior:

Post seguinte: